quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Kosovo e os amigos de Olivença

Não é que o assunto me preocupe, até porque Olivença fica horrível no mapa, de um ponto de vista puramente estético... um ponto a não menosprezar nunca. Mas se Portugal for mesmo avante com o reconhecimento da independência do Kosovo, toda e qualquer legitimidade e/ou sentido de oportunidade que possam ainda haver nas reivindicações territorialistas sobre Olivença se esfumam no ar. E sobretudo torna-se ridículo o não reconhecimento oficial da soberania espanhola. No fundo Olivença é um Kosovo mais pequeno, mas com um processo de kosovisazão muito mais antigo e solidificado. Fica então o lembrete para os amiguinhos de Olivença, é dizer-lhe adeus de vez.

4 comentários:

Eduardo disse...

Ainda por cima, onde incluí-lo: no distrito de Portalegre ou no de Évora?

Lourenço disse...

Não me parece de todo que olivença seja "no fundo(...) um kosovo mais pequeno". Não faz sentido nenhum esta afirmação.

Além do mais, as situações são completamente diferentes. O kosovo quer ser independente e em Olivença discutesse a soberania. Se será portuguesa ou espanhola.

Por isso, nao creio de todo que este seja um ponto a considerar para Portugal decidir se deve reconhecer ou não o kosovo como um estado independente.

boss disse...

Eduardo, definitivamente Évora, que assim passaria a ser uma cabeça de papagaio ;)

Lourenço, a independência do Kosovo era a única solução possível (e ainda assim longe de respeitar o direito internacional) para o que na verdade é efectivamente um alargamento da Albânia. Não é por acaso que Tirana é a única capital do mundo onde Bush foi recebido em histeria amistosa. E também não é por acaso que os kosovares se manifestavam com bandeiras albanesas no próprio dia da declaração da independência, a bandeira do Kosovo foi inventada à pressa no dia seguinte...

Olivença era de maioria portuguesa, foi invadida e passou a ser de maioria espanhola. No Kosovo passou-se o mesmo. Olivença não é independente porque é muito mais pequena e a espanholização aconteceu noutros tempos, não havia ingerência criativa norte-americana para inventar também ali um novo estado... Tal como os oliventinos se sentem espanhóis, os kosovares se sentem albaneses, mas não se importam de ter o seu próprio estado, se for o passo necessário para a sua afirmação nacional albanesa.

Camarada Choco disse...

Divulgação

Um Blog ,dois livros!

www.camaradachoco.blogspot.com

“Camarada Choco”

e

“Camarada Choco 2”
António Miguel Brochado de Miranda
Papiro Editora

Papelaria “Bulhosa” Oeiras Parque, Papelarias “Bulhosa”, FNAC ou www.livrosnet.com

Tema: Haverá uma fronteira entre os Aparafusados e os Desaparafusados?" Outra maneira de falar sobre o Ensino Especial.

Filmes de Apresentação no “Youtube” em “Camarada Choco”