segunda-feira, outubro 15, 2007

Maldições ibéricas

Dois belíssimos cartoones de Manel Fontdevila, cartoonista do novo diário espanhol Público. Referem-se ambos à recente beatificação em massa de "498 mártires espanhóis do séc. XX" pelo Vaticano. A beatificação veio mesmo a calhar para manchar a aprovação, pela esquerda, da lei da memória histórica, que entre outras coisas se propõe limpar Espanha da simbologia fascista que persiste. Os demoradíssimos e rigorosíssimos processos de canonização podem portanto sofrer fortes acelaradelas se tal for politicamente conveniente. Pelo meio ficaram esquecidos 16 religiosos bascos, mortos pelas tropas franquistas. Azarinho.

Não seria contudo difícil adaptar estes cartoones à actualidade portuguesa. No primeiro coloque-se Sócrates em vez de Zapatero a dizer: "E agora, deixam que outras religiões possam prestar assistência espiritual nos hospitais públicos?". E no segundo, um busto de Salazar em vez de Franco, a perguntar pelo atraso na canonização da Lúcia e com o cardeal a responder satisfeito: "É só para que saia primeiro a sua!".

4 comentários:

filinto disse...

Aliás, o homem-vestido-de-negro tem parecenças com o português que é o responsável pelas causas dos santos.

Marcos Faria disse...

Parada Gay do Rio:

http://www.youtube.com/watch?v=HXWtDoUMBS8

Tárique disse...

No editorial do diário gratuito Meia Hora, o seu director Sérgio Coimbra defende a manutenção das estátuas do sanguinário ditador, esclarecendo que "não era tão mau como Saddam" e que "livrou a cultura espanhola de ser descaracterizada pelo socialismo".

Talvez os filhos daqueles que foram fuzilados por falar galego , basco ou catalão discordem desta opinião.

Já enviei o meu protesto ao jornal

Curiosamente, 300 000, é o número estimado de execuções às ordens de Franco ... e de Saddam.

boss disse...

Bem visto filinto ;)

Obrigado Marcos, vou já mandar pró Lóbi ;)

Há gratuitos que nem dados.. o melhor é mesmo não comprar nem aceitar jornais ;)