sexta-feira, abril 27, 2007

Um aviso necessário

Uma reportagem do The New York Times sobre comércio justo, venda de produtos fabricados em países pobres sem recurso a exploração da mão de obra, refere como exemplo a marca Moral Fervor que vende produtos fabricados em Portugal, ou melhor, produced sweatshop-free in Portugal, para que não haja dúvidas.

2 comentários:

João disse...

Não é a única: os BlackSpot são fabricados em felgueiras

http://adbusters.org/metas/corpo/blackspotshoes/info.php

Muitas marcas de produção "humana" que vendem roupa para o consumidor consciente instalam as suas fábrias em portugal, ou mandam instalar. Eu ainda queria ter a certeza que estas sweatshops tugas não têm realmente uma diferença grande para as chinesas, etc., porque tenho ouvido relatos de crianças a trabalharem em fábricas de têxteis, de senhoras a quem não é permitido ir à casa de banho, pessoas que sºao despedidas quando contraem doenças relacionadas com o trabalho, etc. É que lá por portugal ter leis que obrigam ao tratamento humano dos trabalhadores, e os donos das fábricas garantirem que são cumpridas, não significa que isso aconteça.

aife disse...

No Républica & Laicidade, a sequência de acontecimentos da carga policial de 25 de Abril:

http://www.laicidade.org/2007/04/27/«25-de-abril»-reprimido-a-25-de-abril-2/

Passa o link e a palavra!