domingo, maio 13, 2007

O ódio saiu à rua em Roma

Milhares de pessoas nas ruas da capital italiana numa manifestação organizada pela direita e abençoada pelo Vaticano, contra a proposta do governo Prodi, de uma lei de uniões de facto que não discrimina casais homo ou heterossexuais (semelhante à que vigora em Portugal há quase uma década). Estas pessoas não só não querem viver em união de facto com outras, como não aceitam que outros o façam, pelas fotos percebe-se que lhes dão especial urticária os homossexuais.

Uma contra-manifestação pelo orgulho laico também saiu à rua, porque também há italianos que acham que as leis do estado devem ser decididas pelos italianos e não por ditaduras teocráticas que parasitam no seu seio, e respeitando a separação entre o estado e a igreja.

Enquanto isso no Brasil, Bento 16 assegurava que o tesouro da igreja é a fé e não a ideologia política. Não há limites para a hipocrisia.

5 comentários:

Luis Enrique disse...

A Igreja como sempre, fazendo alarde do seu fascismo!

Grace disse...

http://straightnotnarrow.blogspot.com/2007/05/look-whos-infiltrating-eastern-europe.html

Luis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
portugalgay disse...

Segundo a Radio Vaticano foi UM MILHÃO de pessoas... não sei como cabe um milhão de pessoas naquela praça, mas isso devo ser eu...

boss disse...

"1 milhão" nem é mau, em Espanha as da igreja+PP são sempre de "2 milhões" para cima.. LOL

mas não me parece que em Itália haja tanta gente desocupada e com dor de cotovelo da felicidade alheia a ponto de ir para a rua mostrar isso mesmo...